Radiomodelismo é uma atividade recreativa onde veículos são controlados à distância através de sinais de rádio. As modalidades mais conhecidas são aeromodelismo (aviões e helicópteros), nautimodelismo e automodelismo. Além disso, a atividade também engloba a operação de aeronaves remotamente controladas (drones), quando operadas sem finalidade comercial.

Ainda que experimentos com rádio controle já tivessem sido feitos no final do século dezenove, o seu uso no aeromodelismo aconteceu no início dos anos 1950, nos Estados Unidos.

O equipamento de então era capaz de movimentar somente uma superfície de comando (normalmente o leme). Com a invenção do transistor, a tecnologia evolui para rádios com três comandos (profundor, leme e motor) e no final do século já era amplamente usado o sistema PCM (pulse code modulation), com equipamentos oferecendo comandos de até 12 servos e com configurações totalmente digitais.

No início do século 21, foi desenvolvido o sistema spread spectrum operando na frequência de 2.4 gHz, o que permitiu o desenvolvimento de rádio totalmente computorizados, com até 32 canais proporcionais e 64 canais digitais. Este sistema é o mais utilizado atualmente, em todas as modalidades de radiomodelismo.